LIXÃO ECLESIÁSTICO

Sem autor
Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no email

LIXÃO ECLESIÁSTICO

Por Cleyton Gadelha

LIXÃO ECLESIÁSTICO
Para os reformadores a Igreja de Cristo deveria exibir três marcas bem visíveis:
1) Pregar fielmente o texto bíblico.
2) Praticar corretamente o uso das ordenanças.
3) Aplicar com zelo e critério a Disciplina Eclesiástica.
À luz disso, é oportuno observar o que disse Allan Iglesias:
1) A “Igreja” que não prega as Escrituras fielmente é uma prostituta. Não é Igreja.
2) A “Igreja” que profana o uso dos sacramentos, não é guardiã é vilã. Deixará de ser Igreja.
3) A “Igreja” que não pratica a disciplina eclesiástica e, se torna reduto de excomungados, não é aprisco, é chiqueiro pois dá status de ovelha a quem é bode.
É um lixão eclesiástico.