DEZ MANDAMENTOS PARA MEMBROS DE IGREJA COM RESPEITO AO SEU PASTOR

Sem autor
Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no email

DEZ MANDAMENTOS PARA MEMBROS DE IGREJA COM RESPEITO AO SEU PASTOR

Por Joel Beeke

1. Não idolatre seu pastor. Não espere que ele seja capaz de fazer o que só Deus pode fazer. Não faça dele um salvador.

2. Não critique o seu pastor, a menos que ele se afaste da verdade, e então o faça com lágrimas. E, por favor, não espere perfeição. Ele é somente um homem – fraco e pecador, tanto quanto você. Seu ofício é divino, mas sua pessoa é humana. Ele coloca diante de você tesouros em vasos terrenos. Se você não se lembrar disso, você clamará “hosana” hoje, mas o crucificará amanhã.

3. Não evite seu pastor. Vá até ele, diga-lhe suas necessidades, abra sua alma, mas não gaste o precioso tempo dele. É seu dever e privilégio ir até ele com seus questionamentos e dificuldades espirituais – e isso será para o seu encorajamento e alegria.

4. Ore pelo seu pastor. Ore por sua alma, para que ele se mantenha humilde e santo. Ore por seu corpo, para que ele possa manter-se forte e poupado por muitos anos. Ore para que ele possa ser uma luz incandescente e brilhante. Ore para que o seu ministério seja abundantemente abençoado. Ore por sua esposa, família, preparação e entrega dos sermões, e aconselhamentos. Ore para que ele seja cheio e ele pregará a você cheio.

5. Seja um bom ouvinte e praticante dos sermões que o seu pastor prega. Ouça e obedeça seu pastor. Enquanto ele pregar as Escrituras, receba-a como a própria Palavra de Deus. Lembre-se, ele é um presente de Cristo a você.

6. Esteja interessado no seu pastor. Não permita que todas as conversas com ele estejam focadas somente em você. Seja gentil com ele. Mostre interesse por ele, sua esposa, e a vida da sua família; ele é humano também!

7. Lembre-se de estimar os esforços do seu pastor e minimizar suas fraquezas, sempre recordando a si mesmo que seu próximo pastor pode não ter as capacidades do seu pastor atual. Não compare pastores, mas aprenda a apreciar cada pastor que Deus enviou a você pelos dons peculiares que Deus concedeu a ele.

8. Olhe acima e além de seu pastor. Olhe para Aquele que o seu pastor coloca diante de você.

9. Seja um ajudador do seu pastor e do conselho. Seja um auto esquecedor de si mesmo, exaltador de Cristo e colaborador. Deseje humildade, sabedoria, paz, unidade – e o faça em caridade.

10. Mantenha uma perspectiva eterna sobre o ministério do seu pastor. Peça a Deus que seu pastor possa dar um bom relatório da sua alma no Dia do Julgamento. Lembre-se que você não tem que prestar relatório dos defeitos e potencialidades do seu pastor no Dia dos dias, mas você dará conta daquilo que você fez com o que ele levará até você. Se você ainda não é salvo, olhe para o ministério dele como mais uma grande oportunidade que Deus está te dando para receber com mansidão sua Palavra. Através do seu ministério, o Senhor está dizendo que Ele tem mais pessoas da sua igreja para ajuntar a sua colheita eterna – e por que não deveria ser você? Ó, que você conheça o dia da sua visitação sob o ministério do seu pastor!

Tradução: André Scordamaglio